"(...) The pattern initiated by the painter completes itself, inevitably, on the mind of the viewer, providing a sensation of order and coherence. The viewer perceives, first the pattern with his retina and completes it with his mind. The complementarity between what is painted and what is perceived is one of the characteristics of Boese’s rhythmic and modular work, which tends to present an incomplete structure that at the same time guides the eye of the viewer in defined directions. Structured around contrasting colours and balanced geometrical shapes, it renders explicit what is implicit. (...)"
Text by Laura Sequeira Falé published in the catalogue "Boese, Brion e Tecedeiro", 2018

(...) O padrão que é iniciado pelo pintor completa-se inevitavelmente na mente do espectador, dando-nos a sensação de ordem e de coerência. O observador começa por percepcionar o padrão com a retina para o completar na sua mente. A complementaridade entre o que é pintado e o que se percepciona é uma das características do trabalho rítmico e modular de Boese, que apresenta uma estrutura incompleta ao mesmo tempo que guia o olhar do espectador em direções definidas. Organizado em volta de cores contrastantes e formas geométricas equilibradas, torna explícito aquilo que está implícito. (...)
Texto de Laura Sequeira Falé publicado no catálogo "Boese, Brion e Tecedeiro", 2018